sábado, fevereiro 11, 2006

Salgado

(reponho um poema velho, em honra de Fernando Pessoa)


Oh velho mar salgado,
O teu velho sal,
São lágrimas de um mal,
Eterno, inacabado,
Que te deixou assim,
Salgado.

7 Comments:

At fevereiro 12, 2006 8:18 da tarde, Blogger menina graça divagou...

Menina, tu és um caso sério de talento. E mantém essa irreverência que te faz não ter medo de "voltar do avesso" os grandes poetas.
Beijinhos

 
At fevereiro 13, 2006 7:58 da tarde, Blogger Castor (moi-je...ehe, ehe) divagou...

Ó Pastorinha! Acho que estás com um granu salis... ehe,ehe,ehe...CHUAC!

 
At fevereiro 13, 2006 9:38 da tarde, Blogger Mónica divagou...

Olá, acho que vou tomar a liberdade de acrescentar algo...

Para o mar rolam
pequenas lágrimas salgadas
rolam devagarinho,
como quem não sabe o caminho...
Estes olhos choram
magoas há muito guardadas
neste pequeno coração
que se deixa levar pela ilusão
e ainda se perde à procura de carinho...

:)

 
At fevereiro 13, 2006 10:40 da tarde, Blogger Jorge Moreira divagou...

Bela alegoria ao mal... as lágrimas do mar salgado.
Bela foto. Belo poema.
Beijinhos e boa semana

 
At fevereiro 14, 2006 3:41 da manhã, Blogger JG divagou...

Susana, gostei tanto de te ver em minha casa!!! Se fosse teu namorado, hoje dava-te um Mercedes :-)) Ou um livro, o que para ti talvez fosse melhor. Um beijo

 
At fevereiro 14, 2006 9:04 da manhã, Blogger maresia_mar divagou...

Olá Su, feliz dia de S Valentim.
Gostei muito deste post, principalment porque o mar é o meu porto de abrigo. Bjhs

 
At fevereiro 14, 2006 8:30 da tarde, Blogger Diana divagou...

Suponho que isso deve ser da mensagem..se calhar..
Pa..tive hoje teste de fernando pessoa :P «oh mar salgado...quanto do teu sal são lágrimas de Portugal?» já dizia ele :)

 

Enviar um comentário

<

<< Home