quinta-feira, novembro 10, 2005

Gelo que Arde




(A quem já apeteceu gritar assim?)

Não, por favor não me deixes
Afogar no mar da sociedade
Amigo, só deixarei de lutar
Quando puder gritar: "Liberdade!"

Sinto um pulsar em mim
Sede de ar, fome de terra
Larga-me, sociedade impiedosa
Amo o amor, não a guerra

Largo hoje mesmo as correntes
Dum patrotismo de carne
Vou, o meu coração sente
Liberdade, um gelo que arde.

9 Comments:

At novembro 14, 2005 7:08 da tarde, Blogger TMara divagou...

a mim já. já me aoeteceu ejá gritie e continuarei gritando. Debaixo de viadutos, nomeio das ruas, qnd os combóios passam...só pra disfarçar. temos k soltar as dores, os gritos para nos não afogarmos.Boa semana. bjs de luz e paz :))

 
At novembro 14, 2005 8:55 da tarde, Blogger Fernando Palma divagou...

Muito bonito, Suzana. Sua poesia é limpa e clara. Expressiva e idealista.
Bom passar por aqui.

 
At novembro 14, 2005 10:54 da tarde, Blogger Vagabundo divagou...

LIBERDADE
Para que eu possa um dia contemplar-te
dominadora, em férvido transporte,
direi que és bela e pura em toda parte,por maior risco em que essa audácia importe.

Escrito por Marichela numa prisão de São Paulo em 1939

Bj Vagabundo

 
At novembro 15, 2005 10:57 da manhã, Blogger Eremita Baptista divagou...

Está muito bonito...parabéns.

A sociedade oprime as nossas vontades e liberdades...

obrigado pelas visitas ao Convento.

 
At novembro 15, 2005 1:12 da tarde, Blogger mjfigueira divagou...

Susana.
Gosto bastante do que escreves e da força com que o fazes. O amor é a arma mais forte que temos disponível e aquela com que podemos tocar os que nos rodeiam.
Só somos verdadeiramente livres quando somos livres dentro de nós. Espero que continues sempre a tentar ser livre dentro da tua escrita.
Obrigado por teres ido visitar o nosso pequenino blog "círculo de poesia" e teres deixado a tua mensagem. Foi uma óptima maneira de te conhecermos. Vais ver que todos nós estamos na mesma onda, independentemente da idade, da condição e da experiência.
Um beijo grande

Maria João Figueira

 
At novembro 15, 2005 3:21 da tarde, Blogger Cakau divagou...

Oiço-te e junto o meu grito ao teu.

Um beijinho grande e boa semana *

 
At novembro 15, 2005 3:40 da tarde, Blogger agua_quente divagou...

Liberdade é um gito que todos precisamos dar em alguma altura da nossa vida.
Beijos

 
At novembro 15, 2005 6:41 da tarde, Anonymous Joana divagou...

ola
Adorei este poema de entre todos os que aqui tens( deste mês) é sem duvida o que mais gosto!
Espero que continues a ir ao nosso cantinho e a comentar também, serás sempre bem vinda.
Sem duvida que estás de parabens =)
kiss

 
At novembro 15, 2005 11:16 da tarde, Blogger Professor Pardal divagou...

Jovem Susana, aqui o jovem pouco mais velho agradece os teus comentários, vou passar por aqui quando tiver tempo e vou lendo...

 

Enviar um comentário

<

<< Home